A Arte de Inovar

Quando falamos em Design Thinking nos referimos a uma poderosa ferramenta que permite ao empreendedor entender as dores dos seus clientes antes de iniciar um processo de investimento em uma ideia inovadora.

No momento de aplicar as técnicas e processos de Design Thinking é importante seguir etapas de pesquisa, de experiência real, de coleta e análise de informações no ambiente de negócios, ou seja, no olho no olho.

A palavra “design” reflete o espírito do processo de criação, de livre reflexão, de inspiração e análises. Trata-se de uma abordagem criativa. 

O tema é tão instigante que amplia as aplicações. Estamos falando de uma abordagem de negócios que permite investigar lançamento de produtos, desenvolvimento de soluções e análises para as áreas empresariais em todos os segmentos. 

A essência do Design Thinking é encontrar soluções. A identificação da dor dos clientes é a chave do processo. Com essa dor bem definida é possível entregar algo que atenda as necessidades dos “usuários” de determinado produto ou serviço.

No mundo da Nova Economia, da Era Digital, o Design Thinking é uma disciplina obrigatória. Para sermos mais exatos, trata-se de uma abordagem sistematizada que também tem a ver com padrão mental, Integra uma série de ferramentas e metodologias ágeis para lançar produtos, modelar negócios, enfim, encontrar respostas exatas.

O design thinking minimiza os riscos de investimentos nas ideias. Ao mesmo tempo que tem a ver com criatividade e abertura de visão, foca em entregas tangíveis. O processo é contínuo e orgânico. Tem a ver com cultura de inovação.

O time do Hub Campinas respira Desing Thinking em seus projetos. Os profissionais de alta performance devem dialogar com essa disciplina com desenvoltura. 

O conceito veio para revolucionar a maneira de encontrar soluções inovadoras para os problemas, soluções criativas focadas nas necessidades reais do mercado e não em pressuposições estatísticas.

Não estamos falando de uma metodologia. Apesar das técnicas de aplicação sigam etapas, o Design Thiking é uma abordagem. Por esse motivo o Design Thiting tem a ver com cultura, com padrão mental, apesar de existirem técnicas para aplicação, sempre com foco na solução de um problema ou de uma dor.

É uma abordagem colaborativa. Investiga todo o ecossistema dos intervenientes, ou stakeholders. Afinal, são as pessoas que devem ser colocadas ao centro do desenvolvimento de um produto, não apenas o consumidor final. 

A visão de todo o time é relevante e deve ser devidamente capturada. Os processos de mapeamento de experiência envolvem cenários, visão de mundo insights, dentre outros elementos. 

Tudo começa pela identificação de um problema, ou seja, da oportunidade de inovar. 

Vamos nos aprofundar no tema nos próximos posts.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *